Magnetismo Curador


Ação curadora do magnetismo, e maneira pela qual esta ação pode exercer-se no organismo.

A vida é a resultante do conflito de duas forças opostas: força centrífuga e força centrípeta (dispersão e condensação, eliminação e reabsorção). O sistema nervoso, regulador fisiológico do organismo, entretém, por sua tensão normal, este duplo movimento da vida. A ação magnética, por sua influência direta sobre o sistema nervoso, atua no sentido do funcionamento vital, e, mantendo o equilíbrio funcional, restabelece e conserva a saúde.

Não se pode tratar da patologia, da matéria médica ou da terapêutica, sem que primeiro se faça uma idéia do fenômeno vital. A ciência só existe quando fecundada por uma concepção filosófica; e o prático, qualquer que seja a escola a que pertença, não pode encontrar a explicação dos seus atos sem que primeiramente tenha levantado este problema em seu espírito e o resolva.

Esta necessidade de reunir os estudos de análise sob a predominância de uma síntese, promana da própria história das doutrinas médicas, e pode dizer-se que esta história se resume no antagonismo perpétuo de dois princípios: Espiritualismo e Materialismo, conforme se tinha julgado conceder preeminência ao Imponderável ou ao Ponderável, ao Espírito ou à Matéria.

Ainda atualmente esta luta continua; a escola oficial, agindo largamente na constituição orgânica e na influência dos meios, sacrifica absolutamente aos agentes físico- químicos o influxo vital, de que os vitalistas, no seu açodamento de reagir contra as teorias materialistas, fizeram, também, sem razão de ser, o deus ex-máquina de suas concepções.

Infelizmente, levado a dirigir-se aos extremos, o espírito humano confinou-se intimamente em especializações estéreis, admitindo apenas a experimentação pura, ou transviou-se nos meandros de uma metafísica nebulosa, apoiando-se exclusivamente em dados hipotéticos. Impulsados pelo ardor da nossa imaginação não possuímos, geralmente falando, nem o critério nem a prudência de nos determos em um meio termo: somos exclusivistas por natureza.

Impressionados profundamente pela singularidade pasmosa dos fenômenos do universo, onde nos deixamos arrebatar pelas regiões da fantasia, ou, céticos pela razão, nos esforçamos em reagir contra estes desvios, limitando-nos a tudo materializar e só admitir o que cai sob o domínio dos nossos sentidos.

Este último excesso, parece-nos, sobrelevou sempre o outro, e eis de que modo, depois de passados tantos séculos, o velho lema da antiga filosofia peripatética: Nihil est intellectu quod prius non fuerit in sensu, ainda é a senha da escola científica moderna.

É aí que se acha o verdadeiro escolho contra o qual tem vindo e virá de contínuo chocar-se o espírito humano, todas as vezes que tenta ou procura abordar a explicação dos fenômenos da natureza. 

Miriam Pipari

E-mail: infoholistico@gmail.com

Whatsapp: 71 8166-6996

Formada em Naturopatia, pela Universidade Internacional de Ensino Livre, Terapeuta Holístico, Pelo Instituto Escola em Terapia Holistica, e Holoterapeuta e Cromoterapeuta pelo Instituto Antonio Vieira.

Profissão Cromoterapeuta, Auriculoterpeuta, Técnicas em Medicina Orientais, Técnica de Psicoterapia, Mestre em Reike, e Personal-trainer de Pilates.

Espaço de Medicina Holística Alternativa, fica situado em Salvador

 

Registro CRTH 0451

Abrath Nacional