Exercício para a Dúvida
 

A DÚVIDA tem o mesmo poder devastador da culpa. Certo

o ditado que diz, mais vale uma má escolha do que não es-

colher.

Isso porque a dúvida consome muita energia da nossa

mente impedindo que usemos toda a nossa força para

focar a oportunidade que temos pela frente e caminnos

prende ao que já conhecemos impedindohar para ela. A

dúvida que arrisquemos novas situações, fazendo com

que, muitas vezes, nosso crescimento como seres

 

  humanos seja estancado pelo medo de não acertar ou

escolher o pior, ou mesmo ter que sair de uma situação cômoda. Se você sente dúvidas,

 

aqui está um exercício que pode ajudá-lo:
Pensando na dúvida que está vivendo, veja, imagine, perceba ou faça de conta que na

sua frente existem sete portas fechadas. Conte estas portas e decida-se por uma

delas. Vá correndo em direção dela e abra esta porta. Veja ou imagine então uma estrada

clara e perfeita. Entre nesta estrada iluminada e imagine na sua frente a melhor imagem

 

daquilo que busca na vida. Então respire e abra os olhos quando puder.

 

 

Instruções
Exercícios rápidos com a imaginação podem ser uma forma eficiente de aliviar estados

emocionais desagradáveis.

Mas preste atenção porque existe uma maneira de fazer estes exercícios:

  • Esteja sempre sentada(o) com os pés bem apoiados no chão.
  • Esteja com os olhos fechados e só os abra no final do exercício.
  • Não toque em nenhuma parte do corpo enquanto faz o exercício, mesmo que a
  • instrução do mesmo sugira isso. É para fazer tudo com a imaginação.
  • Pratique respirações lentas e suaves, primeiro expirando pela boca e depois
  • inspirando pelo nariz.       

 

  • Nunca faça estes exercícios dirigindo ou fora de um ambiente calmo e seguro
  • onde você possa estar protegida(o).        

 

  • Faça um tema de cada vez por, no mínimo 21 dias, ao acordar e antes de deitar.

Exercício para a Culpa
 

Outro incêndio na nossa alma é a CULPA. Sentir culpa

é sentir-se devedor de algo ou alguma coisa a alguém. A

culpa talvez seja a pior e mais devastadora doença da

alma. Ela é aquela luz vermelha que fica piscando no barco

da vida mesmo quando ele navega águas serenas e tran-

quilas. Sentimos que tudo está bem, mas, lá no fundo... nem

 

tudo está bem. A culpa é um mecanismo de controle externo

que nos foi imposto desde o nosso nascimento por uma

memória  judaico-cristã, de que há um olho imenso

 observando e punindo todos os nossos atos. Somos

 julgados por tudo e por todos e nossas ações passam a ser controlados pelos que nos

 

 

rodeiam, visíveis ou invisíveis, tirando nossa liberdade e nosso poder de sermos felizes.

Acabar com a culpa não é fácil, mas aqui vai um exercício que pode ajudar.
Veja, imagine ou faça de conta que você entra num grande círculo de terra batida tendo

no centro deste círculo uma imensa fogueira. Veja ao seu redor muitos gravetos e escreva

nestes gravetos as situações de culpa que sente. Vá jogando um a um dentro da fogueira

olhando bem para ter a certeza de que todas as suas culpas foram queimadas. Então saia

deste círculo de terra, dê as costas para a fogueira, ande um pouco e encontre uma cacho-

eira de águas limpas e cristalinas.

Tire sua roupa e suba por esta cachoeira sentindo a água lavar todo o seu corpo. Lá no

alto, abra seus braços para o sol e faça as pazes com tudo e todos, perdoando você. Então

vista a roupa nova que está aos seus pés e caminhe em direção à estrada da luz. Entã

respire e abra os olhos.

 

Instruções
Exercícios rápidos com a imaginação podem ser uma forma eficiente de aliviar estados emocionais

desagradáveis.
Mas preste atenção porque existe uma maneira de fazer estes exercícios:

  • Esteja sempre sentada(o) com os pés bem apoiados no chão.
  • Esteja com os olhos fechados e só os abra no final do exercício.
  • Não toque em nenhuma parte do corpo enquanto faz o exercício, mesmo que a instrução do
           mesmo sugira isso. É para fazer tudo com a imaginação.
  • Pratique respirações lentas e suaves, primeiro expirando pela boca e depois inspirando pelo
          nariz.
  • Nunca faça estes exercícios dirigindo ou fora de um ambiente calmo e seguro onde você possa
           estar protegida(o).
  • Faça um tema de cada vez por, no mínimo 21 dias, ao acordar e antes de deitar.

Exercício para a Raiva
 

Agora vamos falar de um sentimento verdadeiramente destruidor:

o ódio - ou raiva. Geralmente falamos estas duas palavras de

uma só vez. Estão conectadas. Você sabe que quando sentimos

raiva ou ódio ficamos cegos. Uma agitação interna se inicia de

forma rápida e intensa e nossos hormônios começam a circular

rapidamente pelo corpo. Ficamos vermelhos, quentes ou frios,

nossos olhos ficam nublados e o mundo pára ao nosso redor.

Nossa raiva vira nosso imperador. Queremos matar. Nosso

instinto primitivo surge como se estivéssemos frente a frente

com um dragão. O ritmo da nossa respiração muda e uma

enxurrada de energia descontrolada vaza pela nossa boca.
Perdemos a razão, a consciência e podemos pôr tudo a perder.
Se você é vítima da sua raiva e do seu ódio, tente fazer este exercício pelo menos 3 vezes ao dia por

3 meses.

Veja, sinta, perceba sua raiva como um incêndio que consome uma floresta. Ouça o barulho dos

galhos estalando ao se soltarem dos troncos, o grito dos animais desesperados ao serem

queimados pelas línguas de fogo; veja o céu sendo coberto por nuvens negras de fumaça. Respire

uma vez e veja então milhares de bombeiros se aproximando e com poderosas mangueiras de

água fria apagando o fogo. Agora que o fogo foi controlado e tudo volta ao normal, respire e abra

os olhos.

 

Instruções
Exercícios rápidos com a imaginação podem ser uma forma eficiente de aliviar estados emocionais

desagradáveis.
Mas preste atenção porque existe uma maneira de fazer estes exercícios:

  • Esteja sempre sentada(o) com os pés bem apoiados no chão.
  • Esteja com os olhos fechados e só os abra no final do exercício.
  • Não toque em nenhuma parte do corpo enquanto faz o exercício, mesmo que a instrução do
           mesmo sugira isso. É para fazer tudo com a imaginação.
  • Pratique respirações lentas e suaves, primeiro expirando pela boca e depois inspirando pelo
          nariz.
  • Nunca faça estes exercícios dirigindo ou fora de um ambiente calmo e seguro onde você
          possa estar protegida(o).
  • Faça um tema de cada vez por, no mínimo 21 dias, ao acordar e antes de deitar.
Exercício para as Mágoas
 

O próximo exercício vai falar sobre as mágoas.
A sensação de estar magoado, na maioria das vezes, vem da

frustração das nossas expectativas. O ser humano é

especialista em projetar seus desejos nas mãos de outras

pessoas. Quantas vezes você já ouviu alguém falar: preciso

alguém que me ame, como se esta pessoa, ao dizer isso,

confessasse que ela não é capaz de amar a si própria. E

quando o outro não consegue realizar os nossos desejos (que

é o que acontece quase sempre), nos sentimos magoados,

contrariados em nossa intenção. A partir daí temos a decepção

e como conseqüência natural, as mágoas.Se você sente isso,

recomendo este exercício por 21 dias. Faça ao acordar e antes

de dormir.

Sentado, olhos fechados, respire três vezes lentamente e imagine-se subindo uma gigantesca

montanha carregando nas costas uma pesada mochila cheia de pedras pretas. Perceba o peso desta

mochila, e o quanto ela torna seus passos lentos e atrasa a sua viagem. Estas pedras representam

suas mágoas. Chegue ao topo desta montanha, abra a mochila e vá jogando uma a uma as pedras

que estavam dentro dela. Dê a cada pedra o nome da pessoa ou da situação que lhe causou a mágoa.

Perceba que a cada pedra que joga uma flor brota no seu coração. Quando sentir que a mochila está

vazia, jogue-a para baixoe com seu coração florido, sorria e abra os olhos quando puder.

 

Instruções
Exercícios rápidos com a imaginação podem ser uma forma eficiente de aliviar estados emocionais

desagradáveis.
Mas preste atenção porque existe uma maneira de fazer estes exercícios:

  • Esteja sempre sentada(o) com os pés bem apoiados no chão.
  • Esteja com os olhos fechados e só os abra no final do exercício.
  • Não toque em nenhuma parte do corpo enquanto faz o exercício, mesmo que a instrução do
           mesmo sugira isso. É para fazer tudo com a imaginação.
  • Pratique respirações lentas e suaves, primeiro expirando pela boca e depois inspirando pelo
          nariz.
  • Nunca faça estes exercícios dirigindo ou fora de um ambiente calmo e seguro onde você
           possa estar protegida(o).
  • Faça um tema de cada vez por, no mínimo 21 dias, ao acordar e antes de deitar.
Exercício para Controlar o Medo
 

Começando pelo MEDO, gostaria de lembrar que o medo tem,

como tudo na vida, sua face positiva. É ele, por exemplo, que

nos impede de atravessar apressadamente uma avenida

movimentada. Mas, na sua face negativa, o medo nos paralisa,

emitindo falsos alarmes de que nossa vida corre perigo. E

sentimos medo de sair de casa, de andar na rua, de freqüentar

lugares, de estar com pessoas, de iniciar ou romper um

relacionamento.Tudo e todos passam a ser uma grande ameaça,

fazendo de nossas horas verdadeiros momentos de descarga de

emoções negativas.Se este é o seu caso, sugiro que faça este

exercício ao acordar e ao deitar, por 21 dias.Vamos lá?

Sentado, feche os olhos, respire 3 vezes lentamente e lembre-se que sua intenção é pôr fim ao medo.

E veja, sinta, perceba ou imagine que você está andando num imenso parque onde se sente pequenino

e imagine que um dinossauro gigantesco vem se aproximando de você. Respire uma vez e sabendo que

esta espécie cruel, predadora e destruidora simboliza seu medo, veja ou imagine um poderoso raio

exterminador vindo do céu. Este raio fulmina o dinossauro e no seu lugar coloca um animal-guia que

conduz você até um lugar seguro. Sentindo-se livre do medo e protegido pelo seu animal-guia, respire e

abra os olhos quando puder.

 

Instruções
Exercícios rápidos com a imaginação podem ser uma forma eficiente de aliviar estados emocionais

desagradáveis.
Mas preste atenção porque existe uma maneira de fazer estes exercícios:

  • Esteja sempre sentada(o) com os pés bem apoiados no chão.
  • Esteja com os olhos fechados e só os abra no final do exercício.
  • Não toque em nenhuma parte do corpo enquanto faz o exercício, mesmo que a instrução do
           mesmo sugira isso. É para fazer tudo com a imaginação.
  • Pratique respirações lentas e suaves, primeiro expirando pela boca e depois inspirando pelo
          nariz.
  • Nunca faça estes exercícios dirigindo ou fora de um ambiente calmo e seguro onde você
          possa estar protegida(o).
  • Faça um tema de cada vez por, no mínimo 21 dias, ao acordar e antes de deitar.

Miriam Pipari

E-mail: infoholistico@gmail.com

Whatsapp: 71 8166-6996

Formada em Naturopatia, pela Universidade Internacional de Ensino Livre, Terapeuta Holístico, Pelo Instituto Escola em Terapia Holistica, e Holoterapeuta e Cromoterapeuta pelo Instituto Antonio Vieira.

Profissão Cromoterapeuta, Auriculoterpeuta, Técnicas em Medicina Orientais, Técnica de Psicoterapia, Mestre em Reike, e Personal-trainer de Pilates.

Espaço de Medicina Holística Alternativa, fica situado em Salvador

 

Registro CRTH 0451

Abrath Nacional