bastão atlante

Este Bastão, como o próprio nome indica, provém da Atlântida, onde teve multiplicas aplicações, especialmente na Medicina. Ele é constituído de um bastão de cobre, que possui uma ponta de cristal em um dos lados e um metal no lado oposto. O metal que fecha um dos lados será do próprio cobre, sobreposto, ou de ouro. Um fio de cobre em espiral deve fazer a ligação entre o cristal e o metal.
O Bastão Atlante era usado como instrumento de cura e poder, porque emite uma imensa quantidade de energia, que pode ser direcionada a curta ou longa distância, de forma instantânea.
Nos processos de cura, ele é usado em alta rotação e dirigido para o local doente, pois rapidamente faz o equilíbrio energético, aliviando dores e promovendo o desaparecimento da disfunção.
O Bastão funciona como um mini acelerador de energia atômica, podendo transformar substâncias radiativas em elementos inofensivos; e também venenos químicos, ar poluído, água contaminada, etc. em substâncias neutras.
Os cristais atuam como um poderoso instrumento de transformação, que têm sua força muito aumentada quando associados aos metais.
O Bastão Atlante em alta vibração e apontado para um copo com água (sem encostar a ponta) altera suas moléculas, deixando a água com sabor metálico e com propriedades curativas.
Os cristais são um dos elementos mais importantes do Planeta e quase desconhecidos da atual Humanidade. Entretanto, os atlantes sabiam do seu real valor e utilidade.
A ciência moderna recentemente descobriu a sua importância e o está utilizando na eletrônica. O cristal de quartzo ou dióxido de silicone puro é usado na fabricação de chips de memória dos computadores. Também é empregado na fabricação de muitos equipamentos eletrônicos, como o ultra-som, oscilador para freqüências de rádio, transdutor de energia, condensador energético, etc.
Os terapeutas que já usaram o Bastão na Atlântida, ao pegá-lo na mão, certamente, sentiram como ele funciona.
O Bastão Atlante só vibra com a energia criadora, que é a energia do Amor, que deve estar em sintonia com a mente do operador.
As pessoas que utilizam o Bastão Atlante estarão participando do processo da mudança Universal e colaborando para uma Humanidade mais amorosa e mais equilibrada.
MODO DE USAR: O Bastão Atlante deve ser usado para o alívio de dores e indisposições digestivas, bem como para eliminar uma dor de cabeça ou enxaqueca. Entretanto, será necessário complementar o tratamento com a Cromoterapia ou outra terapia complementar.
DORES – Faz-se movimento circular com o Bastão, no sentido horário, de maneira rápida e depois se aponta para a região dolorida, de 3 a 7 vezes.
ENXAQUECA – Gira-se o bastão no alto da cabeça, no sentido horário, apontando para o coronário, repetindo por 3 vezes. Depois, passa-se o Bastão em todas as regiões cerebrais, não mais girando, mas de um lado a outro, para desbloquear a energia acumulada, começando pelo chakra temporal direito, occipital, temporal esquerdo e frontal.
OBS. – Normalmente, a dor de cabeça desaparece de imediato. Em casos raros pode persistir, quando se recomenda repetir o processo.
Quando a dor de cabeça ainda se manifestar, deve ser caso de hipertensão arterial, que requer tratamento específico.
INDISPOSIÇÃO DIGESTIVA – Coloca-se água em meio copo e faz-se o movimento circular com o Bastão, no sentido horário, rapidamente, diversas vezes, para depois apontar para a água, mas sem encostar na mesma. Repete-se o procedimento de 3 a 7 vezes.

 

 

 

ENXAQUECA E CROMOTERAPIA

Ondina Balzano



enxaqueca e cromoterapia



Enxaqueca é um tipo de cefaléia que consiste em sensações dolorosas por toda a cabeça ou parte dela, apresentando um conjunto de sintomas, como enjôo, dor nos olhos, cansaço, irritabilidade, que podem acometer os indivíduos alternada ou simultaneamente, e cujas crises se repetem periodicamente.
A Enxaqueca pode ter várias causas, tais como fatores psicossociais, distúrbios psíquicos, hormonais e metabólicos, consumo de bebidas alcoólicas e drogas, problemas músculo-esqueléticos, circulatórios, neurológicos, entre outros.
O sistema endócrino é considerado um agente expressivo para desencadear a enxaqueca, especialmente em mulheres que se encontram no período pré-menstrual.
A Cromoterapia proporciona um grande alívio para as mulheres que sofrem com a Enxaqueca, pois é possível desbloquear as regiões cerebrais comprometidas, através das cores indicadas; e também tratar o útero com as cores apropriadas para eliminar as desconfortáveis cólicas. Os distúrbios na coluna cervical e no sistema muscular da região da nuca podem originar a Enxaqueca.
Outra causa comum no desenvolvimento da Enxaqueca está nas deficiências visuais, como hipermetropia, miopia, astigmatismo, etc., não tratadas.
Afecções do nariz ou das cavidades nasais, como a rinite, ou uma inflamação prolongada dos seios da face, como a sinusite, podem ser responsáveis pelo desenvolvimento das crises da Enxaqueca.
A Cromoterapia tem solucionado inúmeros casos de rinite e sinusite com as cores específicas nas regiões cerebrais, verde, azul e amarelo; e nos locais comprometidos com as cores: verde, violeta e azul.
Também problemas da área digestiva, ou mais especificamente disfunções do fígado ou vesícula costumam provocar a Enxaqueca. Trata-se as regiões cerebrais com as cores indicadas; e o aparelho digestivo com as cores de acordo com cada problema.
Outro fator que provoca a Enxaqueca é a hipertensão arterial. Igualmente nesses casos a Cromoterapia tem obtido ótimos resultados, pois aplica as cores mencionadas nas regiões cerebrais; e ainda trata a hipertensão com as cores verde, rosa e azul. Mais rara é a situação de o paciente manifestar a Enxaqueca originária de um tumor cerebral, o que requer um tratamento especializado. Geralmente, antes de aparecer a dor, há uma fase inicial em que os vasos sangüíneos cerebrais se estreitam, produzindo uma irrigação insuficiente do sangue no cérebro. O organismo reage, provocando a dilatação dos vasos para normalizar o fornecimento de oxigênio do cérebro; e com isso desencadeia uma dor latejante, que caracteriza a Enxaqueca.
Segundo estatística da OMS (Organização Mundial de Saúde), um terço da população mundial adulta sofre de Enxaqueca; entretanto, a metade dos casos não tem diagnóstico e se caracteriza como simples dor de cabeça, pois muitas pessoas que têm Enxaqueca não procuram o médico e passam a conviver com a sua dor, tomando apenas analgésicos.
A Cromoterapia pesquisou a origem da Enxaqueca e encontrou como causa básica o fator energético de entrada de energia pelo vórtice Occipital, podendo estar aliada a uma causa fisiológica ou psicológica. A Ciência das Cores tem condições de atenuar e até mesmo eliminar a Enxaqueca, recuperando o paciente, porque vai interferir na quantidade e qualidade das reações químicas, que são a fonte de energia do organismo como um todo, produzindo o seu reequilíbrio físico e energético, fazendo com que a entrada de energia cósmica retorne ao vórtice Coronário.
O ser humano possui cinco vórtices na cabeça: Coronário, Frontal, Occipital e os dois Temporais, direito e esquerdo; sendo os quatro últimos considerados vórtices auxiliares, pois na verdade a energia cósmica tem o seu fluxo normal direcionado ao vórtice Coronário.
O diagnóstico da Enxaqueca não poder ser feito somente através de exames convencionais que pesquisam apenas o físico, pois afirmamos que sua origem é energética, conforme comprovam as centenas de pacientes curados dessa doença com a aplicação das cores – verde, azul e amarela - nas regiões cerebrais, aliada ao tratamento do órgão físico em disfunção, também com as cores adequadas a cada caso. Usamos em Cromoterapia um aparelho denominado “aurímetro” ou “aurameter” para fazer a medição energética do paciente, verificando por qual vórtice está penetrando a energia cósmica. Esse aparelho também serve para medir as regiões do corpo que estão com falta de energia, possibilitando a localização de distúrbios orgânicos.
Além desse, a Cromoterapia se utiliza do “Pyracromos”, aparelho que, ligado à eletricidade, emite as radiações coloridas, conforme as lâminas das sete cores: vermelho/rosa – laranja – amarelo - verde – azul – anil – violeta, que se coloca diante da lâmpada, no local próprio.
A título de exemplo, citamos o caso de uma senhora, de 57 anos de idade, que sofria de Enxaqueca e Hipertensão há vinte anos. Segundo informação da paciente, ela tomava oito comprimidos de Tonopan, diariamente, mais duas injeções para aliviar a dor e ter condições de trabalhar, pois lecionava em uma escola. Após sete aplicações de cores, desapareceu a Enxaqueca e, com vinte e quatro aplicações cromáticas, a pressão arterial estabilizou, tendo o seu próprio médico suspendido as medicações indicadas por considerá-la completamente curada.


Topo

Miriam Pipari

E-mail: infoholistico@gmail.com

Whatsapp: 71 8166-6996

Formada em Naturopatia, pela Universidade Internacional de Ensino Livre, Terapeuta Holístico, Pelo Instituto Escola em Terapia Holistica, e Holoterapeuta e Cromoterapeuta pelo Instituto Antonio Vieira.

Profissão Cromoterapeuta, Auriculoterpeuta, Técnicas em Medicina Orientais, Técnica de Psicoterapia, Mestre em Reike, e Personal-trainer de Pilates.

Espaço de Medicina Holística Alternativa, fica situado em Salvador

 

Registro CRTH 0451

Abrath Nacional